Caso prefira escutar o artigo é só apertar o play!

For privacy reasons SoundCloud needs your permission to be loaded. For more details, please see our Política de Privacidade.
I Accept

Nessa série de artigos sobre marketing digital jurídico vamos falar sobre Personas.

Então vamos lá!

O marketing de conteúdo deixou de ser uma aposta para ser considerado de fato a estratégia de maior retorno.

Criar conteúdos em formatos de texto, imagens, áudios e vídeos é a base para qualquer estratégia de marketing digital e irá fazer o seu negócio se tornar referência e autoridade em assuntos de alto impacto para o eu negócio.

Todas as estratégias são de suma importância quando estamos criando nosso planejamento estratégico de marketing, mas o primeiro passo que devemos realizar é a criação da persona.

Para se comunicar de forma eficiente e clara devemos, através da definição da persona, utilizar o meio de comunicação e consequentemente o conteúdo adequado e preferido da nossa persona.

O que são personas

Mas afinal o que são personas?

Existem dois tipos de personas:

  • Buyer Persona
  • Brand Persona

Buyer Persona:

Buyer Persona é quando criamos um personagem fictício que reúne todas as características do nosso cliente ideal. Podemos ter Buyer Personas para cada linha de soluções, ou no caso de escritórios de advocacia para cada área de atuação, se esse for o caso.

O grande benefício de se ter uma Buyer Persona bem definida é ter um norte para, por exemplo gerar conteúdos, utilizar meios de comunicação e linguagens mais adequadas e que gerem impacto e relevância para o público.

Diferente do termo público-alvo, a persona é mais completa. Quando falamos de público-alvo definimos de forma rotineira, por exemplo que nosso público-alvo é de determinada região, atua em determinado segmento e tem entre 50 e 60 anos.

Quando olhamos para a definição de persona, além das definições do público-alvo, pensamos também em quais redes sociais utiliza, que tipo de esporte e lazer ele tem, quais seus desafios e valores e por aí vai. Podemos inclusive dividir nossa persona por gênero e posição geográfica.

A definição da Buyer Persona irá ajudar você a determinar por exemplo, se vai utilizações ações de marketing online, offline ou ambas. Que tipo de conteúdo e formatos vai utilizar. O tom e linguagem que serão utilizadas.

E o principal, apresentar conteúdos totalmente aderentes a jornada de compra da sua Buyer Persona.

Aliás, Jornada de compra será o tema do nosso próximo episódio!

Gerando conteúdo norteados, de acordo com as preferências da sua Buyer Persona e para cada etapa da sua jornada de compra, você irá alcançar resultados e será mais eficiente.

Para definir a sua Buyer Persona comece analisando todos os seus clientes e trace um perfil do que você julga sendo os ideais para o seu negócio. Faça entrevistas com a sua base de clientes e busque coletar informações sobre dados mais específicos. Hoje em dia é simples achar estudos e estatísticas de mercado, use e abuse desses dados para reunir ainda mais informações.

No final consolide todas as informações criando um personagem fictício e faça a ligação com o planejamento de conteúdos, jornada de compras, funil de marketing e comercial.

Brand Persona:

A Brand persona nada mais é que uma estratégia, onde criamos personagens com valores e conceitos da sua marca.

O objetivo é aproximar o relacionamento da sua marca com o seu público alvo. O que é bem diferente da Buyer persona.

Transmitimos valor da nossa marca a todo instante. Esse é o grande objetivo da marca, transmitir valores e conceitos.

Sempre será prazeroso e rentável apresentar sua marca, de forma sólida, com personalidade e respeito.

Isso se dá em todas as áreas visuais e textuais que são utilizadas, desde cores, logo e formato de conteúdos. Tudo isso gera um valor subjetivo que engaja a marca com o público.

E aqui utilizamos a estratégia de gerar conteúdos para a marca, de forma a transmitir os valores e conceitos. A palavra fortalecimento é sempre utilizada para nortear a criação desse tipo de conteúdo, que vale frisar não tem o objetivo de vendas como o conteúdo gerado para a Buyer Persona.

Para definir e criar a sua Brand Persona comece olhando para si mesmo, entenda quais são os seus valores, quem você é, seus conceitos e faça um exercício de criatividade, ligando todos os pontos com a sua identidade visual.

Os consumidores têm valorizado, de forma até a evangelizar marcas onde os conceitos e valores são transmitidos e estão de acordo com o seu pensamento. Haja vista por exemplo, que a marca Apple é muito admirada e evangelizada por muitos que não consomem o seu produto, mas tem forte ligação com seus valores e conceitos.

Sempre pense na persona para cada área de atuação do seu escritório. Implante estratégia de acordo com o perfil que a sua persona mais utiliza. Implantando esse conceito a suas ações de marketing irão ser mais assertivas e consequentemente irão gerar mais resultados.